Reversão total de sentença em Reclamação trabalhista

Nossa cliente é portadora de doença ocupacional, ficou afastada no INSS  de 2003 a 2009 quando obteve alta. Voltou às suas atividades profissionais, laborando por anos até a sua rescisão contratual ocorrida em 2016, quando ajuizou reclamação trabalhista. Submeteu-se a perícia que lhe foi favorável; quando da sentença, a juíza entendeu que a ação estava prescrita, haja vista que a cliente demorou para questionar judicialmente o problema. Entramos com Recurso ordinário e Agravo de Instrumento, revertendo totalmente as decisões que nos foram desfavoráveis. Houve nova  prolação de sentença, agora julgada procedente, condenando a empresa ao pagamento de   R$ 30.000,00 por danos morais, além de pensão mensal vitalícia até nossa cliente completar 81 anos de idade. RT nº 1000416-32.2016.5.02.0317

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat